Ir para o conteúdo

Prefeitura Municipal de Jardinópolis - SP e os cookies: nosso site usa cookies para melhorar a sua experiência de navegação. Ao continuar você concorda com a nossa Política de Cookies e Privacidade.
ACEITAR
PERSONALIZAR
Política de Cookies e Privacidade
Personalize as suas preferências de cookies.

Clique aqui e consulte nossas políticas.
Cookies necessários
Cookies de estatísticas
SALVAR
Acesse nossas Redes Sociais
| CIDADÃO
| EMPRESA
| SERVIDOR
Prefeitura Municipal de Jardinópolis - SP
Acompanhe-nos:
Rede Social Facebook
Rede Social Instagram
Rede Social Youtube
Notícias
Enviar para um amigo!
Indique essa página para um amigo com seus dados
Obs: campos com asterisco () são obrigatórios.
Enviando indicação. Por favor, aguarde...
JAN
30
30 JAN 2023
SAÚDE
VACINAÇÃO
Febre Amarela - alerta epidemiológico do Governo de SP
enviar para um amigo
receba notícias
O Centro de Virologia do Instituto Adolfo Lutz/CCD/SES-SP confirmou o resultado positivo para febre amarela de um paciente do sexo masculino, de 73 anos de idade, residente na zona rural do município de Vargem Grande do Sul (GVE São João da Boa Vista), a pouco mais de 150km de distância de Jardinópolis/SP.

Segundo investigação do caso, realizada em conjunto entre as Áreas Técnicas do CVE e Grupo de Vigilância Epidemiológica (GVE) São João da Boa Vista e município de Vargem Grande do Sul, o paciente negou deslocamentos e não foi vacinado contra a febre amarela.

A Febre Amarela é uma doença infecciosa febril aguda, imunoprevenível, de evolução abrupta e gravidade variável, com elevada letalidade nas suas formas graves. O agente etiológico é um arbovírus do gênero Flavivírus, transmitido ao ser humano pela picada de fêmeas dos mosquitos infectados e pertencentes à família Culicidae. No ciclo urbano, o principal vetor é o Aedes aegypti, enquanto no ciclo silvestre, os transmissores são mosquitos dos gêneros Haemagogus e Sabethes.

Os sintomas incluem febre alta, cefaleia, inapetência, náuseas e mialgia. Casos graves podem apresentar manifestações hemorrágicas, insuficiência hepática e renal, com evolução para óbito. A importância epidemiológica decorre da gravidade clínica, da elevada letalidade e do potencial de disseminação e impacto, sobretudo quando a transmissão for urbana, por Aedes aegypti (BRASIL, 2023).

A vacina é a principal ferramenta de prevenção e controle da febre amarela. A partir de 2019, o Centro de Vigilância Epidemiológica “Prof. Alexandre Vranjac” ampliou a vacinação contra a febre amarela para todo Estado de São Paulo. Atualmente a vacina febre amarela deve ser administrada conforme descrito a seguir:

A população-alvo para vacinação é formada por pessoas a partir de 9 meses de idade, de acordo com os esquemas vacinais:
  • Crianças menores de 5 anos: Uma dose (0,5 ml) aos nove meses de idade e uma segunda dose aos quatro anos de idade.
  • A partir de 5 anos de idade: Dose única (0,5 ml). 
Caso a pessoa tenha recebido apenas uma dose da vacina contra a febre amarela antes de completar 5 anos de idade, deverá receber uma dose adicional, independentemente da idade em que o indivíduo procure o serviço de vacinação.

Em Jardinópolis/SP, a vacina contra a febre amarela está disponível nas salas de vacinação do Centro de Saúde II Dr. Arthur Costacurta (R. Domiciano Alves de Rezende, 98, Centro) e da ESF-IV Sarandy (R. Dr. Pedro Albernaz, s/n.º, Jurucê): de segunda a sexta-feira, das 8 às 15 horas.
Seta
Versão do Sistema: 3.4.1 - 29/04/2024
Copyright Instar - 2006-2024. Todos os direitos reservados - Instar Tecnologia Instar Tecnologia