Ir para o conteúdo

Prefeitura Municipal de Jardinópolis - SP e os cookies: Nosso site usa cookies para melhorar a sua experiência de navegação. Ao continuar você concorda com a nossa Política de Cookies e Privacidade.
OK
Prefeitura Municipal de Jardinópolis - SP
Acompanhe-nos:
Rede Social Facebook
Rede Social Youtube
História
Avaliar Informação

Por Renato Silva 
 
Em 18 de junho de 1859 foi lavrada a Escritura de doação de terras pelos lavradores Antônio Pereira da Silva e sua mulher, Maria Florenetina de Jesus - trinta (30) alqueires e, Joaquim José D’Araújo e sua mulher, Theodora de Jesus - dezoito (18) alqueires. Foram, portanto, 48 alqueires numa sorte de terras da Fazenda ILHA GRANDE. Nestes termos - à Nossa Senhora Aparecida para o Patrimônio da mesma Capela. As terras eram de mato, de cultura e cerrado em lugar alto e saudável com água dentro. 

No dia 01 de outubro de 1892 (33 anos depois) foi sancionada a Lei Estadual nº 115, que criou o nome de Ilha Grande. Dois anos seguidos, e 17 de dezembro de 1894 foi lavrada a Escritura de acordo entre o proprietário Isac Adolfho Ferreira e a Fazenda Ilha Grande, neste termo: “À NOSSA SENHORA APARECIDA, representada por Domiciano Alves de Rezende”. Oportunidade em que foram retificados os marcos territoriais em virtude da documentação primitiva não ter sido legalizada a termos. Foi então, nesta escritura definitiva, na qual também surgiu a primeira comissão de Ilhagrandenses que se tem notícias oficialmente, chefiada por Domiciano Alves de Resende, mais o Dr. Pomphilio de Carvalho, Tenente Coronel Manoel Theodolino do Carmo, José de Lima, e pelo engenheiro agrimensor, Camilo Kohn. 

A Lei Estadual nº 484, assinada no dia 24 de dezembro de 1896 foi quem deu a denominação do nome de “JARDINÓPOLIS” numa homenagem ao ardoroso republicano Antônio da Silva Jardim, tragicamente desaparecido no Vesúvio, no Sul da Itália. 

Finalmente, no dia 27 de julho de 1898 o vice-governador do Estado de São Paulo, Dr. Francisco de Assis Peixoto Gomide, assinou a Lei Estadual nº 544, criando o nosso Município com território desmembrado de Batatais. Os coronéis Clementino e José Theodoro de Lima, contribuíram sobremaneira para a criação do município de Jardinópolis — Estado de São Paulo. E é, portanto, no dia 27 de julho que se comemora o aniversário de emancipação político-administrativa. 

Um fato real, curioso e chama à atenção de muitos jardinopolenses, é que o primeiro Prefeito Municipal, o médico, oriundo da Bahia, Dr. João Muniz Sapucaia, adquiriu uma gleba de terras para a construção do Cemitério Municipal que ficou pronto no início do mês de agosto e o Dr. João Muniz faleceu no dia 11 de agosto de 1900, quando tinha apenas 34 anos de idade em razão de ter contraído Enfizema Pulmonar Agudo. Dr. João Muniz de Sapucaia era filho do Sr. Salvador Vicente Sapucaia e D. Maria Cândida. Ele era casado com a Sra. Amália Sapucaia e deixou duas filhas, Dulce (8 anos) e Maria (1 ano). Portanto, o Sepultamento nº 1, de Ordem da Certidão de óbito nº 83. Em seu túmulo de mármore de carrara construído pelo Sr. Natal Mimo — consta grafado: “Dr. João Muniz Sapucaia — primeiro prefeito municipal. Homenagem da Câmara Municipal do anno de 1916 — sendo presidente, José Bento Sapucaia e o prefeito Antônio da Silva Vasconcelos”. O túmulo pode ser visitado no Cemitério Municipal de Jardinópolis SP. 

Dias Gomes se inspirou nessa história real para escrever a telenovela, “O Bem-Amado” exibida em 1973, pele Rede Globo de Televisão. Havia o Prefeito Municipal de Sucupira e esse se chamava, Odorico Paraguaçú, interpretado pelo autor Paulo Gracindo que, a exemplo do Dr. João Muniz Sapucaia, inaugurou o Cemitério da cidade de Sucupira, sepultando o próprio corpo. 
No dia 27 de setembro de 1985, a Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo promulgou a Lei Estadual nº 4.722/1985. Pelo Artigo 1º desta lei, “Fica instituído o Município de Jardinópolis como “Capital da Manga”. Era governador, o professor, André Franco Montoro. 

 
Galerias de Fotos Vinculadas
26/04/2021
História do Município

Fotos cedidas por Leandro Ferreira, Ricardo Perez, Vera Fernandes, Maurício Canzian, Maria Wilma Ferroni, Maiza​ Lamonato​ e Vasco Pereira de Oliveira

Seta
Versão do Sistema: 3.1.5 - 04/10/2021
Copyright Instar - 2006-2021. Todos os direitos reservados - Instar Tecnologia Instar Tecnologia